terça-feira, junho 12, 2007

Toda semana a mesma coisa

A Segunda-feira é um dia tão ruim que já ocupa o segundo lugar. Não que o Domingo, oficialmente o primeiro dia da semana, seja bom. O Domingo é péssimo! Tanto que muita gente nem trabalha nesse fatídico dia. Até Deus descansou no Domingo. Domingo só serve para dormir. E engordar (aliás, não sei porque Domingo tem esse nome. Poderia ser Primeira-feira... Mas, enfim).
Eu acho que tudo isso é culpa dos romanos, que empurraram o problema pro dia seguinte, tornando a segunda-feira o dia oficial do "amanhã eu faço". É no maldito Domingo que você pensa "tenho que ligar pra fulano. Ah, amanhã eu faço" ou "tenho que fazer dieta. Ah, amanhã eu faço".

Então a Segunda-feira chega.
Se você se deu mal no fim de semana, a impressão que se tem é a de que a semana passada não acabou e você está num episódio de Além da Imaginação ou então na pele de Bill Murray em Groundhog Day. Mas, se seu fim de semana foi de arromba, a sensação de culpa é atroz. Nessa hora, Deus aponta o dedo para você, mostrando a Segunda-feira! "Mexa-se, criatura. O Mundo nunca parou, nem vai parar! MEXA-SE!".
Deus é implacável. Não perdoa nem quem chegou em segundo lugar, como essa merdinha de dia chamado "Segunda-feira" que nem feira tem!

Já a Terça-feira, o dia que, teoricamente chegou em terceiro lugar, é um dia que tanto faz como tanto fez. Você pode simplesmente vivê-lo como se fosse uma ressaca, afinal você passou pela Ira Divina ao atravessar o dia mais temido da semana. É como se fosse a redenção. Mas é somente um dia que dura isso, porque o dia seguinte é a maldita Quarta-feira.

É na Quarta-feira que todo bairro de São Paulo tem uma maldita feira de rua, que larga um cheiro de peixe misturado com escarola e cascas de bananas, e sucos com embalagens plásticas em forma de revolver, bonecas e guarda-chuvas (nunca entendi direito esse lance dos sucos. Por que tanta embalagem estranha?). Mas é também na Quarta-feira que você pensa "puta merda, hoje já é Quarta! Meu deadline é amanhã!" ou "Fodeu, tô no meio da semana e ainda não consegui resolver nada! Aposto que vai sobrar pra Sexta-feira!".

É, se na Quinta-feira você chega nesse estado, provavelmente vai querer atravessar o fim de semana dormindo e vendo filmes. Mas se você conseguir resolver seus problemas, suas pendências até as 18 horas da Quinta-feira, o paraíso fica mais próximo.

E é curioso o fato de como a Sexta-feira, justamente o dia que chega por último, tem mais gosto de liberdade! Tanto pelo Casual Day quanto pelas "coisas que você pode resolver na Segunda-feira!" (veja que ironia). "Vamos deixar a Sexta-feira para planejar o Happy Hour!"

A Sexta-feira, quando foi inserida na semana, deveria ser uma vergonha para todos os calendários. Ser o último dia útil da semana.

"Que vergonha! Não tem mais nenhum dia que se disponha a ser útil nessa semana? E você, Sexta-feira, o que fez durante a porra da semana toda?" alguém deve ter dito na hora de formular o maldito calendário. "Vai essa merda mesmo. Chegou por último, se fodeu."

Aí, claro, como a Sexta-feira é uma vergonha de dia, e todo mundo faz tudo correndo que é pra dar tempo de aproveitar o Sábado (que pra mim deveria ser chamado de Sétima-feira), tudo vira o caos. A cidade parece o Inferno, embora eu nunca tenha tido provas cabais de como ele é.
Depositar aquele cheque que você recebeu exatamente na Sexta-feira? Se fodeu, só vai receber o maldito na Terça-feira, o dia da redenção. Que, nesse caso, é uma maldição ainda maior do que a Segunda-feira, porque você vai passar o final de semana sem dinheiro e com um mísero cheque bloqueado na sua conta.

Mas o Sábado vem como anestésico, e se você for capaz de esquecer que a semana foi "infrutífera", terá um dia pra relaxar, visitar shoppings lotados de pessoas que também tiveram uma semana relativamente parecida com a sua, estacionamentos cheios em que você paga pra ficar dando voltas, cinemas repletos de crianças que falam pelos cotovelos e trânsito, muito trânsito. Se você passar por tudo isso, meu amigo, merece um prêmio! E o prêmio é exatamente o fatídico Domingo, que só serve pra dormir. E engordar.

3 comentários:

  1. Esses romanos são uns loucos!! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Luciana, gostei do seu texto!


    Li meio rapidamente, mas captei no ar todo o feeling! Muito bom mesmo... e me faz refletir como a minha realidade é outra...



    Bem, sou Verinha Rath e de vez em quando posto algum comment no Orkut - Sampa.



    Meus sites, blogs, Youtube e Flickr estão precisando de atualização, mas... vou colocar os endereços em formato texto mesmo... paradões...



    www.verinha.de (domínio principal)


    http://verinha.blogg.de/ (meu blog, ainda parado no verão...)



    Abraços, outro dia queria te deixar um coment no Orkut mas não tinha certeza se você gostaria que eu pedisse para me adicionar na sua lista...




    Verinha Rath - Donauwoerth, Baviera, Alemanha.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom seu texto... eu vi o link que vc deixou lá na comu de SP!!!
    Adorei mesmo.

    ResponderExcluir